••• Blog

Lançamentos da Ventimila

Após mais de um ano preparando Polyfolios™, para lançamento do novo sistema editorial, preferimos optar por iniciar com uma coleção de títulos para não criar uma expectativa não atendida de mercado por ocasião da abertura ao público, abordando vários segmentos diferentes: clássicos, autores contemporâneos. infantis etc.

As formas de abordagem são muito amplas e as possibilidades praticamente infinitas. Acabou-se a limitação de formato do livro convencional, apenas texto, e abre-se uma janela ao imponderável. Os limites entre literatura e arte tornam-se difusos, num mundo que torna-se virtual e visual, e as obras passam a ser um conjunto das duas formas de expressão, tornando-as mais apetecíveis.

Estamos com alguns títulos clássicos: “Poética”, de Aristóteles; “Sonetos”, de Luiz de Camões; “Charneca em Flor”, de Flor Bela Espanca; “Poemas Inconjuntos” de Alberto Caeiro (Fernando Pessoa) e outros para surpresa, como a trilogia de… um grande autor brasileiro. Alguns títulos que estão pouco publicados, mas que estão. sempre a

A grande novidade é que são obras ilustradas, algo muito raro de se ver e nunca em grandes formatos.

Alguns autores ousaram publicar no novo formato e em apresentações inovadoras. Um deles é um “jornal”, já que trata de política e esta forma editorial tem uma forte conotação pública.

Neste meio tempo, surge um conceito alternativo, o Monofolio™– a folha única. Curiosamente, esse formato de Polyfolios™ em folha única, traz uma novidade à novidade: um formato mais simples, mais amigável, uma “rapidinha” literária. Poderá ser comercializado ensacado ou em coleções de cinco unidades.

Essa nova forma editorial, livros em rolos acondicionados em caixas, permite que uma obra possa ter vários ilustradores simultaneamente, a escolher. Como o processo é digital, não há limite nem fim de edição, a experiência da leitura soma-se à apreciação estética numa forma rica e inovadora.

Venha fazer parte do ventimilamondo – um modo avançado de ser.

Estrutura vierendeel

A primeira e, provavelmente, a única casa com estrutura vierendeel em Pernambuco.

Uma solução que veio a ser adequada para permitir vãos livres nas varandas laterais, sem apoios. Numa estrutura convencional, as vigas inferiores precisariam ter 1.20m de altura, as superiores 1.10m e os pilares 0,70m. Com o conceito vierendeel, em que a viga tem a altura do pavimento e na qual pode-se abrir “janelas”– aberturas na região neutra da viga. Todos os elementos têm apenas 0,50m.

A solução estrutural permitiu uma edificação arrojada a um baixo custo, contrariando o pensamento corrente. São módulos de 3.50m, com dois balanços laterais de 3,50m e um vão central de 10,50m. Um módulo define a cozinha, com 3,50m,  no térreo, e o vão da sala com 10,50m em apenas 3 linhas de apoios.

Arquitetura é a aplicação adequada do sistema estrutural, conciliando uma solução arrojada à viabilidade econômica.

Agenda Permanente

Agenda Permanente Ventimila eco•pro•flex

Em vez de jogar fora a agenda ao fim de cada ano, troque o miolo e mantenha a estrutura. A capa (também substituível) vem com 3 anos indicados e, internamente, 3 calendários, 3 planejamentos anuais e o diário.

O diário vem com cabeçário padrão a ser ticado o mês, o dia e a semana. Não há, portanto, espaços vagos, de dias não anotados. Nada de carregar papel desnecessário, nada de desperdício.

A agenda pode ser iniciada a partir de qualquer dia do ano, não há obsolescência e permite uma integração de uma ano para outro. Descarta-se o desnecessário, acrescenta-se novas páginas, digamos, a partir de julho, e já emenda-se o ano seguinte.

Eventualmente, as páginas podem servir para anotações e serem depois substituídas. Se alguma estragar, troque-a.

Uma agenda para um novo tempo. Mais detalhes na página “Uma empresa diferente. Visão Geral”.

Sede IAB/DF + BR

Participamos do Concurso Nacional para a sede conjunta do IAB/DF + CAU/BR.

Praticamente um mês para apresentar o conceito, tempo muito curto para o nível de detalhamento exigido.

Desenvolvemos uma edificação Bioclimática com luz natural predominante em todos os ambientes, concebida como um Mall para dar legibilidade ao usuário e, além de outros esquemas de sustentabilidade e de redução de impacto ambiental, um sistema natural de condicionamento de ar. Baseado em convecção natural por aquecimento solar, shafts variáveis de fachada sugam o ar interior que é renovado a partir de ar refrigerado por evaporação de espelhos d’água. Ao longo do tempo, uma redução em custo muito grande: sem instalação de equipamentos, sem consumo de energia e sem manutenção.

Estruturalmente composta por 4 vigas vierendiel paralelas com 3 pavimentos de altura, vão livre de 63,00m, criando um pavimento de estacionamento sem pilares, maximizado com 90 vagas, cerca do dobro de algumas soluções concorrentes. Vigas vierendiel permitem uma redução de cerca de 30% do custo de uma solução estrutural convencional de pilares e vigas.

Entretanto, venceu o conceito da Escola Paulista de Arquitetura, ainda fortemente marcada pelas concepções de Artigas, presente em quatro dos cinco classificados. Concepções tecnológicas com dois subterrâneos e fortemente dependente de energia para iluminação artificial e condicionamento de ar.

Arquitetura Bioclimática ainda não tem espaço num país rico como o Brasil.

frontal

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑